Fique por dentro desse tipo de sexo e suas consequencias!

30/08/2010 18:02

 

 

Powered by Referrer Detector

 
 

 

Zoofilia é um tema  muito perturbardor, e noto que se fala pouquíssimo sobre o assunto nos meios de conscientização pelo respeito aos animais e em geral. Realmente, são tantos os problemas que envolvem crimes e crueldade contra animais que fica difícil falar de tudo, mas vamos abrir um espaço pra analisar o quanto é imundo abusar sexualmente de um animal.

 

Pela lei 9605 de Crimes Ambientais, a zoofilia não consta especificamente como crime. Mas no artigo 32 pode-se subentender isso:

Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Os verbos abusar, mal- tratar e ferir definem bem zoofilia. O animal está ali, indefeso enquanto um ser racional se aproveita da sua incapacidade de destinguir o que está sendo feito com ele e porque não, de sua inocência. Homens e mulheres podem praticar tal abuso e entre os animais mais usados estão cães, cavalos, porcos ,ovelhas e galinhas, mas esses como já disse, são apenas os mais utilizados pois a crueldade não tem limites.

Quando se digita a palavra zoofilia nos sites de procura da vida, logo se abre uma infinidade de opções de sites com fotos, vídeos e contos eróticos com esse teor. Em alguns sites de variedades, a zoofilia quando citada  é abordada com tom irônico e cômico. O assunto, apesar de chocante e criminoso, é levado na maior naturalidade pela maioría das pessoas que por vezes até acham graça de algumas histórias reais que surgem de abuso sexual contra animais. Há quem expresse repúdio ao ato por se tratar de um animal e por isso ser ‘nojento’,  mas são incapazes de verem crueldade nisso seja por ignorância ou seja por insensibilidade.

Mas será que serei linchada em praça pública ao comparar zoofilia com pedofilia? Não sei. Mas são crimes da mesma natureza: o abuso. Não posso ter a covardía de não citar as semelhanças entre eles!

A pedofilia sem dúvida alguma é um crime hediondo. Mas o que a torna tão cruel? O fato de um adulto se aproveitar da inocência da criança, violá-la, agredi-la e provocar danos psicológicos e físicos nela já que aquele corpo infantil não tem estrutura para iniciar uma vida sexual.

Há quem diga que um animal não terá danos psicológicos ao ser abusado. Como se pode saber disso com segurança? Como saber se aquele animal ‘quer ou não’ praticar sexo com um ser humano? O que nos assegura que o animal não ficará traumatizado? Chega a ser ridículo levantar essas questões e é, com certeza uma afronta à inteligência humana.

Já ouvi pessoas afirmando que zoofilia e pedofilia não tem comparação argumentando que muitas vezes o animal chega a ficar excitado durante a ‘relação ‘ com humanos. Ok. Uma vez vi uma entrevista com o senador Magno Malta que é autor da CPI da pedofilia, onde ele afirmava que existem crianças (crianças mesmo, de tipo 6 anos!) que ficam viciadas em sexo com adultos. Essas crianças obviamente não gostam de sexo, mas são condicionadas de várias maneiras e entre elas,  associando sensações a momentos agradáveis que muitas vezes o pedófilo arma. O animal da mesma forma é condicionado sem qualquer consciência do que está fazendo, sendo estimulado por movimentos apenas sem qualquer intenção libidinosa da parte do bicho.

Zoofilia vem do grego; zoo= animal filia=amor, amizade. Pedofilia também vem do grego e pode ser chamada de paedofilia; pais= criançafilia= amor,amizade. Porque em um o abuso é interpretado por muitos como amor  ou um desvío psíquico e em outro é interpretado como crime hediondo? Até as palavras se parecem! Que contradição, não?

Os animais são seres desprovidos de malícia e de raciocínio. São inteligentes, sensíveis, capazes de sentir dor, medo e fome. Abusar sexualmente de animais causa dor, ferimentos, traumas e até morte neles; além de ser degradante. Existem fazendas especializadas em zoofilia em algumas cidades do mundo onde a prática não é crime. Os serviços são anunciados livremente. Mas o fato de ser crime ou não parece não importar muito a ninguém  já que material de zoofilia é encontrado facilmente em locadoras, internet e revistas além de não ser difícil saber de acontecimentos que envolvam tal abuso.

Esse texto em NENHUM MOMENTO sequer insinuou que pedofilia não é crime ou quis diminuír a gravidade dele. Apenas quis conscientizar as pessoas de que os animais sofrem demais com esse tipo de abuso e de que a banalização dos crimes contra animais incentivam outros atos cruéis até mesmo contra seres humanos.