Será mesmo?

13/09/2010 19:30

 

NA CAMA NINGUÉM É NORMAL!

 

Na busca do prazer, algumas pessoas, aparentemente normais, como você, fazem coisas que nem o profundamente liberal marquês de Sade imaginaria

Nélson Rodrigues já alertava, numa de suas máximas: "Se as pessoas conhecessem a vida sexual uma das outras, ninguém se cumprimentava na rua". Porque a liberdade sexual não tem limites. 

Coisas incríveis acontecem quando duas pessoas se encontram a sós entre quatro paredes. E não estamos falando de sadomasoquismo, porque isso é já faz parte da rotina - até nossos avós, que tinham tantos preconceitos, se excitavam assim - mas de taras barras-pesadas mesmo, como a anoxia erótica (forma de prazer obtida pela asfixia), a gerontofilia (a atração sexual por velhos) e a acrotomofilia (inclinação ou afeição doentia pela idéia de fazer sexo com mutilado). 

Algumas práticas são nojentas e esdrúxulas, como a coprofilia (excitação sexual produzida pelo cheiro, visão ou contato com fezes(!) e a urolagmia (forma de prazer obtida pelo contato com urina). 

Nem o marquês de Sade imaginaria tanto.Por exemplo: se lhe contassem que um dos maiores nomes da literatura universal, James Joyce (1882/1941), era um incontrolável apreciador das instâncias mais nojentas da fisiologia humana, você acreditaria?

Claro que não. Mas ali, naquele quarto com a porta fechada a chave por dentro, tudo é possível.

Homem de aparência circunspecta, de bigode e de óculos, autor do clássico Ulisses, em 1929 (aos 29 anos) Joyce chegou ao ponto de pedir à mulher amada (Nora Barnacle, 22 anos), em cartas de declarada paixão, que lhe soltasse gases nas narinas. 

Eram cartas sérias e até românticas. Essa correspondência, até então enrustida, só foi descoberta depois da morte do autor de O Retrato do Artista Enquanto Jovem. E o que melhor nos parece: assinadas de próprio punho. 

O resgaste da correspondência veio pela amada, que o satisfazia em todas taras sexuais. Veja alguns trechos de sua correspondência com a amante (apenas as cartas escritas por ele, que estava em Dublin, na Irlanda, e ela em Pola, na Itália): 

" (.) No âmago do amor espiritual que tenho por ti há também um desejo bestial e bruto por todos os pedacinhos de teu corpo, todas as partes secretas e vergonhosas dele e por tudo o que ele faz.

(.) Ensinei-te a fazer trejeitinhos indecentes com a língua e os lábios, a excitar-me por meio de toques e ruídos obscenos e até fazer na minha presença o ato mais sujo e vergonhoso. Lembra-te do dia em que levantaste a roupa e me deixaste ficar deitado por baixo de ti vendo-te fazê-lo? Depois ficaste com vergonha de me olhar nos olhos. 

Todas as taras

ACROTOMOFILIA -
Pessoa atraída pela idéia de fazer sexo com mutilados ou fantasiar o ato. 

AGALMATOFILIA -
Fetiches por estátuas e manequins. . 

AGORAFILIA -
Desejo de fazer sexo no quintal, num parque ou área aberta.

AGREXOFILIA -
Refere-se àqueles que são excitados com a perspectiva de que outros possam perceber ou ouvir seu ato sexual. Isto pode ocorrer em hotéis, cenas de sexo em grupo, em lugar aberto, ou durante as visitas de amigos ou parentes.

*fonte: Instituto de Sexologia do Rio de Janeiro

(.) É maravilhoso foder uma mulher peidorrenta quando cada metida faz sair um. Penso que reconheceria um peido de Nora em qualquer lugar. Penso que poderia distingüir o dela numa sala cheia de mulheres peidando. É um barulhinho bem de menina, não como o peido molhado e cheio de vento que imagino ser os das esposas gordas (.) 

Espero que nunca pares de soltar peidos na minha cara para que eu fique conhecendo também os cheiros deles."

Todas as taras

ALOGASMIA - refere-se àqueles incapazes de atingir o orgasmo sem recorrer a fantasia sobre um parceiro mais desejável do que aquele com que eles estão fazendo sexo.

AMAUROFILIA -
Refere- se àqueles que são excitados por um parceiro sexual que não é capaz de vê-los. Não se aplica a cegos.

ANASTEMAFILIA -
Atração por outras pessoas por causa da diferença de altura. 

ANDROMIMETOFILIA -
Refere- se àqueles que ficam sexualmente excitados por mulheres que imitam homens.

ANISONOGÂMICO -
É aquele que sente atração por parceiros muito mais velhos ou muito mais novos.

O cara estava pirado, despirocou? Você ainda não viu nada. A melhor ainda: Ernest Hemingway, detentor do Prêmio Nobel de literatura, pediu uma vez a uma de suas muitas amadas, não menos que a deusa alemã Marlene Dietrich, que lhe urinasse nas narinas. Detalhe maior: Hemingway já havia feito O Velho e o Mar, o seu maior clássico literário. E Marlene Dietrich já era uma das mulheres mais cobiçadas do cinema mundial. 

Não se sabe se essa tara do escritor fora movida por incontáveis doses de bebidas fortes - que ele consumia diariamente - ou se ele era mesmo um tarado insaciável. 

Todas as taras

AUTOGONISTOFILIA - refere-se àqueles que ficam excitados quando estão no palco ou em frente as câmeras. 

BIASTOFILIA -
Refere-se àqueles que só ficam excitados quando atacam sexualmente uma vítima relutante.

BDSM -
Fusão de bondage, disciplina, sadismo e masoquismo.

BONDAGE -
Forma de prazer que os praticantes obtêm imobilizando o parceiro, ou deixandose imobilizar, com cordas, lenços, tornozeleiras e algemas de couro ou metal. O termo, em inglês, deriva da união das palavras bond e nodo e quer dizer imobilização, escravidão, dependência ou sujeição.

As práticas eróticas dos dois escritores impressionam, vinda de quem veio. No entanto, elas são mais comuns do que se imagina, mesmo entre aqueles e aquelas que passam anônimos pelas ruas. Ninguém imagina o que fazem na cama. 

Quem diria que a graça de Kailla Soares, uma carioquinha que todos gostariam de ter como namorada, fosse uma depravada sem par. Kailla é uma adepta da coprofilia, das taras mais nojentas que qualquer mortal possa imaginar. 

Todas as taras


 

CAÇA-GORDOS - Nome que se dá àqueles que se sentem sexualmente atraídos por um parceiro obeso. 

CLAUSTROFILIA -
Refere- se àquele que fica sexualmente excitado quando confinado em compartimento pequeno.

CREMATISTOFILIA -
Excitação ao ter de pagar elo sexo ou ser roubado.

DACRIFILIA -
Refere-se àqueles que se excitam ao ver o parceiro com lágrimas nos olhos. 

DENDROFILIA -
Refere- se aqueles que sentem atração por árvores. 

DISMORFOFILIA -
Atração por parceiros com deformidades físicas.

Veja só a sua ousadia praticada com uma amiga num fétido banheiro de botequim, na Rua do Acre, no Rio de Janeiro, e relatada com total despudor no diário nada íntimo que ela mantém na internet (https://videomacumba.blogspot.com/):

"Foi lá mesmo no bar que a coisa rolou. Tínhamos tomado umas e outras e trocado experiências quando ela me disse que iria ao banheiro. Eu pensei em acompanhá-la, mas ela pediu: "Espera sete minutos e entre". 

Todas as taras

EMETOFILIA - Refere-se àqueles que se excitam com vômito ou com o ato de vomitar. 

ENDITOFILIA ou EMOTOFILIA -
Atração sexual por parceiros vestidos. 

ESTIGMATOFILIA -
Atração por tatuagens, adereços, modificações ou cicatrizes no corpo do parceiro ou em sua genitália.

EROTOMANIA -
Convicção avassaladora, atingindo a crença ilusória, que um indivíduo desenvolve de que uma outra pessoa com quem tem pouco ou nenhum contato está perdidamente apaixonada por ele.

FOBOFILIA -
Refere- se àqueles que ficam excitados com estímulos que provocam medo.

Quando abri a porta daquele ambiente fétido, ela já estava vestida. Foi uma frustração. Porque a queria mesmo ver sentada naquela privada. Cheguei a pensar que fora enganada. Mas ela me pegou pelas mãos e me levou para ver o que havia acabado de fazer: era um troço enorme, ainda sólido, quase impossível de escapar de um furinho tão apertado. Realmente um dos mais lindos que eu já pude presenciar em toda minha vida de sexo diferente. Minha xoxota se melou de tanto tesão. Não resisti. Enfiei a mão no seu ânus e percebi que ele não havia sido limpo. 

Começamos ali mesmo a nos esfregar. 

Com sua voz poderosa, ela então pediu para que eu cagasse pra ela. Começou a sair merda de meu rabo rapidamente. Eu sentia a mão dela percorrendo meu rabinho segurando minha merda vorazmente e, em seguida, besuntando seus mamilos. 

Eu tentava me segurar para não gritar de tesão. Afinal, estávamos num banheiro público. Perdida num universo mágico de urina e fezes pedi que ela retirasse aquele cocô lindo do vaso e esfregasse em mim.

Ela o fez rapidamente. Ali mesmo naquele chão podre de banheiro público nos envolvemos num lindo 69. 

Todas as taras

GERONTOFILIA - Atração sexual por parceiros significativamente mais velhos.

HARMATOFILIA -
Refere-se àqueles que se excitam com erros ou a violação de normas. 

HEBEFILIA -
Refere-se à atração por adolescente. 

HIFEFILIA -
Refere- se àqueles que ficam excitados ao tocar tecidos ou peças de roupas.

HIGROFILIA -
Excitação sexual obtida pelo contato com qualquer tipo de secreção corporal incluindo nasolíngua ( muconasal), légrima, saliva, salirofilia ( perspiração), vampirismo (sangue) , urofilia (urina), coprofilia (fezes), sêmem e secreções vaginais.

MAIEUZIOFILIA -
Atração sexual por mulheres grávidas.

Com nossas bocetas e rabos devidamente sujos, nos lambemos. Sentimos uma dentro da outra num baile divinal de corpos envoltos em merda quente e fresca. Gozamos ali mesmo. Várias vezes. Depois nos vestimos, sem a preocupação da limpeza, e assim mesmo, todas imundas, saímos pela rua abraçadinhas."

A imagem pode ser chocante, mas também não deixa de ser engraçada, é ou não é? Para quem vê apenas morbidez, ou perversão, Kailla tem uma resposta na ponta da língua. "Não somos anormais, como julga a regra da certinha sociedade. Nossa atitude sexual é de vanguarda. O que fazemos é a liberação dos atos que estão na cabeça de qualquer um, só que neles morrem antes de nascer." 

Todas as taras

MISOFILIA - Atração sexual sentida ao se cheirar, mastigar ou roçar suportes atléticos (cinto elástico com a proteção para a região genital do homem), calcinha, absorventes, sutiãs ou outros objetos sujos.

MUCOFAGIA -
A ingestão de mucosa nasal. 

NECROFILIA -
Atração sexual por cadáveres. É considerada uma parafilia rara.

NINFOFILIA -
designa o amor de uma jovem adolescente por um adulto.

NINFOMANIA -
É o termo usado para as mulheres dotadas de um apetite sexual insaciável. 

PARAFILIA -
Refere-se à atração por pessoas defeituosas, (aberração sexual, anomalia sexual). 

PEDIOFILIA -
Atração por bonecas.

E o que dizem os especialistas em sexo e comportamento? Bem, segundo eles, do ponto de vista emocional, ninguém pode ser condenado por buscar mais prazer. Uma vida sexual recheada de variações é saudável e todo mundo gosta. 

Desde que os dois estejam de acordo, vale tudo. Mas há limites. E esse limite é alcançado, dando vez à doença, quando essas práticas transformam-se na única forma de se obter prazer sexual na vida de uma pessoa, e não numa brincadeira ocasional. 

É o que ocorre com quem pratica a perigosa anoxia erótica. Nunca ouviu falar nem sabe o que é? Aí vai: é o ato sexual em que se alcança o prazer mediante a asfixia (!!!). 

Todas as taras

PSICROCISMO - Refere- se àqueles que ficam excitados com a sensação de frio ou obeservando alguém com essa sensação.

SIDERODROMOFILIA -
Descreve aqueles que ficam excitados em trens. 

SITOFILIA -
Uso de alimentos com propósito sexual.

ONOFILIA -
Refere- se àqueles que se excitam ao acariciar ou fazer sexo com um parceiro adormecido.

TAFOFILIA -
Refere- se àqueles que ficam excitados ao serem sepultados vivos. 

TALPOTENTIGINIA -
Descreve a excitação sexual sentida com o calor e temperatura alta.

TIMOFILIA -
Refere-se àqueles que ficam sexualmente atraídos por riqueza ou status.

TRICOFILIA -
O fetiche por pêlos. 

UROFILIA ou UROLAGMIA - Descreve aqueles que obtêm prazer sexual de atos envolvendo urina.

Mais comum do que se imagina (na Europa existem dezenas de sites dedicados ao assunto), essa loucura está relacionada com um defeito (provocado pela falta de oxigênio) nos mecanismos de ação da serotonina, o neurotransmissor que o cérebro produz e que também estimula as zonas de prazer. 

Quer dizer, a falta de ar transmite as mesmas reações que a cocaína causa em cocainômanos. E por isso vicia. As conseqüências para os praticantes também podem ser trágicas. 

Os arquivos dos jornais estão cheios de relatos de transas desse tipo que terminaram mal. Por exemplo: em 1994, o deputado britânico Stephen Milligan foi encontrado morto em sua casa com a cabeça enfiada num saco plástico. Ele havia praticado anoxia enquanto se masturbava e perdeu o controle. Dois anos depois, uma americana chamada Sharon Lopatka procurou pela internet alguém disposto a estrangulá-la até o limite da morte durante a transa. Parece que o marido dela não curtia essas brincadeiras. Sharon achou o cara, foi ao encontro dele e não voltou viva para contar a história: durante a festa, o parceiro errou a mão e ultrapassou o limite.

Todas as taras

VOYEURISMO - Ato de observar os outros com o propósito de se excitar sexualmente.

XENOFILIA -
Refere-se àqueles que ficam sexualmente excitados com estranhos. 

ZOOFILIA -
Desejo de sexo com animais.

Mas mesmo quem consegue parar a tempo pode sofrer danos cerebrais irreversíveis. Por isso, moralismo à parte, não vale a pena entrar nessa. Melhor partir para outra. Por exemplo: a tara do carioca Edson D., de 28 anos, é transar com mulheres, digamos, fora do padrão de beleza - qualquer uma, desde que tenha varizes nas pernas, acima de 90 quilos e mais de 60 anos de idade. Como uma tal dona Carmen, com quem deu vazão pela primeira vez à sua gerontofilia - que, como você já sabe, é a atração sexual por idosos.

"Ela é uma senhora deveras obesa. Seus pés beiram colapso humano, de tão bizarros: uma mistura de preto com roxo. Ela ainda manca de uma perna e seu perfume lembra o entardecer podre do mundo fétido em que vivemos. Com tudo isso, me deixa louco de tesão. 

Um dia, tomei coragem de atacar. Como ela é minha vizinha de porta, saí de casa, de madrugada, já despido e de pau duro. Entrei pela porta, que estava destrancada. Caminhei calmemente pela casa. De repente, tive a visão maravilhosa: pela porta semi-aberta do quarto, vi que ela dormia em seu leito. Estava descoberta, apenas com uma camisola de cor cinza que se misturva com a cor, 

Um xixizínho básico, certo? Nada disso. Com o namorado perto, ela está bem perto de chegar ao orgasmo de suas pernas e pés. Rastejei até ela, ouvindo seus roncos mirabolantes. 


Contemplei-a durante algum tempo e caí de boca sobre suas pernas e pés. Em meio à barriga enorme, pude avistar um rosto sorridente, alegre, com o vai-e-vem de minha língua. Ela suplicava o nome do neto dela. Então, entregou-se ao êxtase total. Começou a soltar alguns gemidos. Que delícia! Abri suas pernas, terefa que me fadigou muito, pois são pesadas e pareciam um tentáculo mole e podre. Subiu um odor maravilhoso que fez meu pau latejar de tesão.


 

Então abocanhei sua vagina desprovida de pêlos, apenas uma leve penugem branca. Um líquido escorria. 

Eu queria completar meu ato, quando um barulho me assustou. Vinha do outro cômodo da casa. Uma voz chamava: "Mamãe, mamãe" , seguida de passos firmes e fortes. O medo falou mais alto que o tesão, e eu, mesmo de pau duro, fugi. Em casa, toquei uma deliciosa bronha. Gozei enlouquecido.

Agora, estou ensaiando um retorno ao local que denominei covil do prazer. Dessa vez planejarei melhor". Naturalmente, essa não é sua tara. 

No caso de nada disso - coprofilia, urolagmia, gerontofilia, anoxia erótica - ser a sua praia, é possível partir para outra solução. 

Que tal, por exemplo, transar no carro estacionado na garagem no horário de movimento? Ou dentro de um ônibus com passageiro? Ou ainda na cobertura de um prédio? 

Em qualquer um desses casos você e sua parceira estarão praticando a chamada agrexofilia, que é a excitação sexual produzida pela perspectiva de que outros possam perceber ou ouvir seu ato sexual. Ou a oclofilia, que se refere às práticas sexuais em meio à multidão. 

Outras boas pedidas são o coito à cheval (sexo em cima do cavalo), o coito.